Produtores rurais recebem calcário para correção do solo

20160330_102155As comunidades de produtores agrícolas de Campo do Tenente, serão beneficiadas em breve, via convênio entre o município e a SEAB, como subsídio, do Programa Calcário Calcítico.
Estão sendo realizadas reuniões informativas com as comunidades. Ao todo, serão distribuídas 821 toneladas de calcário, as comunidades agrícolas de: Pau – de – Casca, Cascavel, Buriti, Serrinha, Morrinho Alto, Lageado, Capoeirinha e Rodeio. Pelo convênio, cada produtor rural, tem direito até 10 toneladas de calcário, pagando R$ 10,00 a tonelada, como contrapartida. Ou seja; pelo programa o produtor rural paga pelo insumo, um valor bem abaixo do praticado no mercado.
Utilizado para correção da acidez do solo, o calcário tem ficado mais caro para o produtor de uns anos para cá. O valor do insumo no Paraná em março de 2014, por exemplo, de acordo com um levantamento realizado pela Scot Consultoria, girava em torno de R$ 26,80 a tonelada, ante os R$ 22 registrados no mesmo período do ano anterior (ambos os valores sem o adicional do frete). Em janeiro e fevereiro de 2015, o preço da tonelada no Paraná ficou em R$ 26,30, contra a média de R$ 23,25 registrada nos dois primeiros meses de 2014.
De acordo com Rafael Ribeiro de Lima Filho, analista de mercado da Scot, o aumento da inflação, a alta da demanda pelo produto e os ajustes anuais das empresas fabricantes dos insumos foram os fatores que motivaram o acréscimo do preço pago pelo calcário. Segundo ele, a demanda pelo produto segue aquecida, devendo se intensificar a partir do final deste mês de abril, quando as vendas dos insumos começam a ganhar força devido aos preparativos para a safra verão. “Tirando essa elevação registrada no primeiro trimestre, o mercado segue equilibrado”, salienta Lima Filho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.