Campo do Tenente recebe 88 mil reais para agricultura

calcário

64 mil reais para aquisição de calcário e mais 24 mil para manutenção das estradas rurais foram disponibilizados pela SEAB para Campo do Tenente.

O secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara autorizou a liberação de R$ 24 mil reais para aquisição de óleo diesel para a manutenção de estradas rurais e mais 64 mil para para a aquisição de calcário, que beneficiará mais de 90 agricultores familiares do município de Campo do Tenente.

A aplicação de calcário é compreendida como complemento a práticas conservacionistas e auxilia o manejo e elevação da fertilidade dos solos. O calcário é um insumo que proporciona benefícios como a neutralização de elementos tóxicos e correção da acidez do solo, controlando o nível de pH (potencial hidrogeniônico) da terra, o que resulta em melhoria da produtividade agrícola. O secretário da Agricultura e do Abastecimento explica que a aplicação de calcário é fator fundamental para o incremento da renda dos agricultores familiares. Outras práticas são importantes, mas o calcário é básico. Toda planta e semente precisa de um local favorável para desenvolver seu pleno potencial. Esse insumo deixa o solo quimicamente mais adequado e os benefícios que gera ajudam a fixar o produtor no campo,  afirmou Norberto Ortigara.  A Secretaria da Agricultura e do Abastecimento lançou o programa de distribuição de calcário, que já recebeu investimento de R$ 12 milhões, em convênios estabelecidos com 190 prefeituras nos últimos dois anos. O calcário é um insumo utilizado para correção dos solos e melhoria da fertilidade do solo. Por isso constitui fator fundamental no incremento de renda ao agricultor na propriedade.

O insumo está disponível para agricultores familiares mais carentes, com lavouras em localidades com elevada pobreza ou em áreas que tenham microbacias planejadas dentro das práticas conservacionistas. Parte do custo do insumo, que varia conforme a distância das minas, é compartilhado entre prefeituras e produtores. O atendimento é limitado em 10 toneladas de calcário por agricultor, que deve ser selecionado pela prefeitura e Emater. A aplicação de calcário é compreendida como complemento conservacionista e auxiliar na prática de manejo e fertilidade dos solos. Assim, sua utilização deve ser feita de forma integrada com outras práticas, atendendo ao planejamento conservacionista da propriedade nas microbacias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.